Fomos até ao cockpit conhecer melhor o dia-a-dia de um comandante!

October 31, 2017

Tem 27 anos e já há nove que é piloto! Até já foi responsável por levar o primeiro ministro a bom porto! O Nicolau, aceitou o meu desafio e ajudou a esclarecer uma série de dúvidas sobre aviação! Sabes como é um dia na vida de um piloto? Quais os maiores desafios? No final da entrevista vais saber isto tudo! E o Nicolau até dá uma ajudinha a quem, como eu, tem um bocadinho de medo de andar de avião...

 

 

 

Quando decidiste que querias ser comandante?

 

Desde muito novo. Sempre viajei muito para a África do Sul, para visitar a minha família e numa das viagens fui convidado para ir ver o cockpit. Digamos que foi amor à primeira vista! :)

 

 

 

 

Foi muito difícil entrar na profissão? Quais são as principais dificuldades?

 

Existem várias dificuldades: a nível financeiro e académico, aptidão física com testes médicos bastante rigorosos, a entrada no mercado da aviação após terminar o curso...

 

O percurso é bastante longo até podermos estar aos comandos de um avião de linha aérea.

Vou tentar dar um resumo de tudo o que é preciso para ser piloto:

O curso inicial está dividido em duas componentes: uma teórica e outra prática.

 

Na componente teórica são 14 cadeiras exigentes com bastante informação. No final de cada cadeira, existe um exame onde é preciso obter no mínimo 75% de aproveitamento.

 

A parte prática está sub-dividida pelo treino em simulador e voo real (inicialmente numa aeronave tipo Cessna). No simulador, aprendemos a lidar com algumas emergências básicas, ao passo que no avião aplicamos tudo aquilo que aprendemos nas aulas teóricas.

 

Ao contrário de uma licenciatura, o curso de piloto de linha aérea normalmente tem uma duração de 16 a 18 meses o que o torna bastante intenso.

Após terminar o curso inicial, finalmente podemos dizer que somos pilotos!

 

Mas para operar numa linha aérea, temos que apreender mais sobre os aviões que a companhia opera e obter ainda uma qualificação no tipo de avião e aqui é que é que as coisas ficam mais difíceis e confusas! 

 

Como a maioria das companhias aéreas exigem experiência mínima no tipo de avião que opera, assim como a sua qualificação e após sair da escola de voo só estamos qualificados para voar o Cesssna (uma avioneta geralmente com 2 a 4 lugares), ou um piloto paga e tira essa qualificação por conta própria, ou tenta encontrar uma companhia que patrocine esse treino (o que pode ser difícil!)

 

O curso de especialização no tipo de avião, consiste em estudar os seus sistemas e aprender a voá-lo num simulador, tal como no curso inicial. Somos submetidos a exames teóricos e práticos em simulador.

Após essa qualificação que tem uma duração de aproximadamente 6 meses, estamos aptos para começar o curso interno na companhia!

Este curso interno, ensina os pilotos a operar o avião em segurança e os procedimentos que tem de aplicar em diferentes fases do voo.

Existem várias fases num voo: preparação, descolagem, subida, cruzeiro, descida, aproximação/aterragem e pôs-aterragem.

Em todas essas fases existem procedimentos a ser aplicados.

 

O comandante é como se fosse o maestro de uma orchestra. É quem comanda o resto da tripulação a executar os seus procedimentos, supervisando e certificando-se de que o voo está a decorrer na normalidade.

 

Após estar inserido numa companhia com todos os cursos feitos, há que manter proficiência e as licenças de voo válidas. Para isso temos que ser examinados todos os anos para garantir aptidão física. Testam a nossa visão, audição, coração, tempo de reacção etc ,etc...

Já a companhia, para garantir que todos os seus empregados cumprem com os procedimentos descritos nos manuais, de 6 em 6 meses avalia os pilotos nos seus simuladores e em voos regulares.

 


 

 

Já vi que nem tudo é um mar de rosas quando se trata de ser comandante… Mas também há muitas coisas boas na profissão, certo?

 

Nem tudo é um mar de rosas... os horários são complicados, existem atrasos, estar ausente em datas especiais como aniversários, casamentos, Natal, é sempre complicado e a avaliação contínua para manter as licenças de voo válidas também é exigente. Caso o nível de aptidão baixe, somos automaticamente retirados da "linha" e submetidos a treino rigoroso até atingirmos o padrão desejável imposto pelas companhias.

 

Mas claro que também tem muitas coisas boas! Temos mais férias que o normal, viajamos bastante e acabamos por conhecer sítios incríveis. Voamos muitas vezes com colegas diferentes, fazendo grandes amizades... Temos direito a viagens gratuitas nas folgas, entre outras vantagens. Para mim o mais importante fazer aquilo que gostamos que é voar!

 

 

 

 

Como é um dia no teu trabalho?

 

O meu dia começa 45 minutos antes do voo, na sala de tripulações onde fazemos o check in e verificamos a documentação do voo: o plano de voo, a meteorologia a carga, os passageiros, etc. 

 

De seguida, juntamente com o meu co-piloto, temos uma espécie de apresentação com o resto da tripulação de cabine. São informados do tempo de voo, a metrologia e mais algumas considerações, como por exemplo a melhor altura para fazerem o serviço de cabine tendo em conta a turbulência, entre outros assuntos. 

 

Após ter reunido a tripulação do dia, partimos para o avião. Cada elemento da equipa tem uma função diferente. O embarque é feito de maneira expediente para não atrasar a saída. Logo que obtemos a autorização do controle de tráfego aéreo, fechamos as portas e iniciamos a viagem!

 

Já no destino, os passageiros desembarcam, a tripulação de cabine faz uma série de verificações para certificar que ninguém deixou nada para trás e logo que essas tarefas estejam prontas, começamos o início do embarque para o voo de regresso.

 

Enquanto os novos passageiros embarcam, o avião é abastecido. Logo que todos os checklists estiverem completos, fechamos portas e lá vamos nós outra vez!

 

 

 

 

Já tiveste alguma situação engraçada a bordo?

 

Já tive o privilégio de levar alguns VIPS a bordo como por exemplo o primeiro ministro, alguns atletas da seleção nacional... Recentemente tive a companhia de Anselmo Ralph!

 

 

 

 

Qual foi o pior voo da tua vida? E o melhor?

 

Nunca tive o voo pior da minha vida. 

 

No entanto, já tive voos desagradáveis onde passageiros se sentem mal e é preciso atenção médica urgente. Todos os voos são diferentes, uns mais difíceis outros mais fáceis. Por vezes a metrologia não colabora connosco e faz com que tenhamos um dia mais comprido com outras preocupações. 

 

O voo inesquecível foi sem dúvida o meu primeiro voo solo. Na fase prática do curso, a preferida dos pilotos no geral, após algumas horas aos comandos do Cessna 152, logo que o instrutor entender que o aluno está a 100%, o mesmo é pela primeira vez "largado", as chaves do avião são entregues ao aluno-piloto. A partir de esse momento os voos são sozinhos e a sensação de descolar e estar no ar, é inesquecível!

 

 

 

 

Qual o destino para onde mais gostas de voar?

 

Os Açores!  Além da sua beleza, os voos são extremamente complexos na parte de planeamento porque estamos no meio do Oceano Atlântico, com poucos aeroportos à volta e com as tempestades que por vezes se formam nos arquipélagos, é sempre um desafio!

 

 

 

 

Existe sempre aquela ideia que as tripulações têm sempre muitas histórias amorosas pelo meio… é verdade?

 

Tenho vários colegas que se conheceram no meio e hoje estão casados e com filhos. É uma profissão em que passamos muito tempo fora de casa e é normal que exista essa possibilidade.

 

 

 

 

Quais os conselhos que podes dar às pessoas que têm medo de andar de avião (como eu!)?

 

A aviação é altamente regulada como já perceberam. São-nos submetidos inúmeros exames. Às companhias são impostas regras de manutenção rigorosíssimas e, para alem disso, os aviões têm sistemas redundantes que em caso de falha de um deles o outro está logo pronto a ser usado. E a verdade é que cada vez(graças a Deus) existem menos acidentes de aviação!

 

 

 

 

Um conselho para quem quer também ser comandante um dia?

 

Vai sempre atrás dos teus sonhos, não desistas e a preparação e estudo são os ingredientes fundamentais para o sucesso!!

 

 

 

 

 

No teu próximo voo, tenta espreitar para o cockpit... Quem sabe se não é o Nicolau que vai lá estar..! : ) 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

     

     

     

    Share on Facebook
    Share on Twitter
    Please reload

    You Might Also Like:

    Já conheces a ABVP?

    March 15, 2020

    Porque quando a pandemia desaparecer, há uma cidade linda que tens de conhecer: Roma.

    March 15, 2020

    1/15
    Please reload

    • Grey Facebook Ícone
    • Grey Instagram Ícone
    Quem é a Rita?

    Se fosse possível, não fazia outra coisa da vida: viajar para longe, perto, para um sítio novo ou um que já tenha ido mil uma vezes! O que é bom é pegar nas malas e partir! Espero trazer assuntos e dicas que te passem o "bichinho da viagem" rápidamente : ) 

     

    Read More

     

    Search by Tags

    © 2023 by Going Places. Proudly created with Wix.com